Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Discos de limpeza reutilizáveis (agora em flanela)

Há pequenas medidas que podemos adoptar no dia-a-dia que não dão trabalho e contribuem para ajudar o planeta. É o caso dos discos de limpeza em crochet que fiz há umas semanas para substituir os discos em algodão.

Eu limpo a pele todos os dias, apesar de raramente me maquilhar. Todas as noites, limpo com um leite de limpeza e tónico (mas estou a fazer a mudança para limpar com um produto totalmente natural como óleo de amêndoas doces ou óleo de coco). De manhã, gosto de passar um disco com água de rosas pela cara antes de pôr o creme, o que já se tornou um hábito que não dispenso na minha rotina matinal.

Os discos em crochet que fiz, apesar de giros e tal, são um pouco mais ásperos do que um disco de algodão e à noite a pele pede um tecido mais suave e calmante. São óptimos para esfoliar uma ou duas vezes por semanas, mas não para usar diariamente. Antes de voltar a comprar discos de algodão (a produção de algodão implica vários problemas ecológicos), decidi, assim, aprimorar a receita de discos de limpeza facial reutilizáveis.

Lembrei-me da flanela que tem um toque suave e boas propriedades de absorção. Peguei numa toalhita de flanela que tinha em casa, cortei em quatro círculos e fiz uns discos com uma face em algodão e uma face em flanela. Não sabia que enchimento usar e experimentei com um enchimento de edredão normal.

IMG_0087.JPG

Vários pontos negativos destes discos: com as lavagens, o enchimento deixou de se notar além de ter capacidades de aborção nulas. A face em algodão serve bem para o leite de limpeza, mas não absorve o tónico. No entanto, a face em flanela é perfeita!

Decidi, assim, fazer discos só em flanela. Pareceu-me aborrecido fazer todos os discos em flanela branca, mas não é fácil encontrar flanelas com motivos que não pareçam lençóis. Felizmente, encontrei umas flanelas giras na Souphina, uma loja online que vende tecidos ecológicos e 100% algodão.

No entanto, havia o problema do enchimento, que teria de ser mais absorvente. Pesquisei e cheguei à Fluffy Diapers que vende vários tipos de tecidos absorventes para fraldas reutilizáveis. Excelente! Um material que absorve o chichi dos bebés muito melhor absorverá o meu tónico facial!

discos de limpeza facial.JPG

 

Optei pelo tecido de bambu por ter uma certificação ecológica e ser recomendado, não só para fraldas, como para fazer pensos mentruais e discos de amamentação reutilizáveis. A tira vai dar-me para fazer aí uns 50 discos - ou seja, para o resto da vida - e posso confirmar que foi a opção correcta. Inicialmente, fiz apenas dois discos de teste para experimentar, lavar e voltar a usar e posso dizer que agora já acertei nos melhores discos de limpeza facial reutilizáveis que podem fazer em casa! São super suaves e absorventes e já tenho em quantidade suficiente para ter sempre algum limpo caso os outros ainda estejam para lavar.

O único senão é que isto exige alguma concentração para não deitar os discos para o lixo, depois da utilização, mas sim colocá-los no cesto da roupa suja, mas é uma questão de hábito.

Para lavar e não se perderem algures na máquina (ainda há uns tempos a máquina entupiu e o técnico retirou lá de dentro um daqueles discos de enchimento dos soutiens...), uso um daqueles sacos de rede próprios para lavar pequenas peças na máquina. Lavo a 30º C juntamente com a roupa normal.

 

 

IMG_0098.JPG

 

É fácil, prático, não dá quase trabalho nenhum, não prejudica o ambiente e a vossa pele do rosto vai adorar! Podem ser também uma excelente prenda de Natal, se tiverem familiares ou amigas que achem que poderiam usar.

E, já agora, se tiverem filhos pequenos, é um óptimo entretém enquanto vocês tomam banho. A Alice entretém-se muito a pôr e tirar os discos da caixa...

 

(Apesar de ter várias referências a lojas online, este post não é patrocinado.)

8 comentários

Comentar post