Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

As reacções dos outros

Hoje ao almoço com uma amiga que também está grávida, ela contava como os outros, por terem sempre alguma coisa que dizer, são mais impacientes do que nós e acham que sabem mais da nossa vida do que nós. Claro. Quando ela casou, toda a gente lhe perguntava quando é que tinham um filho. Quando ela engravidou, as pessoas começaram a perguntar quando é que ela pensava em ter o segundo. E o primeiro ainda nem sequer nasceu. 
Eu confirmo tudo isto e acrescento: quando se está grávida do segundo, as pessoas a) perguntam se/quando vamos ao terceiro e b) no caso de serem duas meninas, acham peremptoriamente que temos de ir ao terceiro para tentar o menino, ou vice-versa. Ainda não experimentei dizer que sim, que vamos ter um terceiro, logo assim que a segunda nascer, que é para não perder tempo e, quem sabe, logo a seguir o quarto!! A sério, pagava para ver a reacção de certas pessoas. Não deve fugir muito disto:


Roubado daqui, um post que subscrevo quase inteiramente. É só mudar o sexo das crianças.

Mais ideias para usar motivos de renda/crochet em roupa

No seguimento do post anterior, peguei numa camisola da Inês que tinha um buraco e estava prestes a ir para o lixo e cosi-lhe uma roseta de crochet (que tinha comprado no Ikea há mil anos atrás) a tapar o buraco.
Ficou ou não ficou gira?


Lembrei-me ainda que, num dos vestidinhos de Verão que fiz para a Inês, usei uma bainha de renda - que comprei, portanto não se enquadra propriamente na categoria de reaproveitamento de enxovais, mas é uma ideia bem gira.


Em calções também fica muito giro, como podem ver neste post da M de M


Entretanto, fui repescar outro post antigo da M de M, pois tinha uma vaga ideia de que ela falava sobre como fazer... candeeiros de renda! Yep!


Cheira-me que há um sem número de possibilidades de reaproveitar rendas antigas...