Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

São todos assim, mas podiam não ser

A maior parte dos pais quer que os seus filhos sejam iguais aos filhos dos outros, no sentido de apresentarem mais ou menos os mesmos padrões de desenvolvimento e comportamentais das outras crianças que é para ter a certeza que está tudo como deve estar: dentes aos seis meses, andar aos doze, conhecer um determinado número de palavras aos dezoito e conseguir desenhar a figura humana algures antes dos três. Tudo o que sai de determinados padrões causa ansiedade aos pais que temem que o seu filho apresente algum atraso no desenvolvimento. Ser diferente só se for para ser mais inteligente.
Isto, claro, sou eu a generalizar. Nunca me preocupei demasiado com patamares. É bom saber que eles estão a desenvolver-se bem, mas também é desejável que, a determinada altura, se comecem a distinguir dos outros miúdos e a apresentar sinais característicos de uma personalidade vincada que não segue a carneirada. Mas há uma coisa em especial em que eu, e tenho a certeza que todos os pais do mundo, gostava que as minhas filhas fossem diferentes de todos os outros miúdos: que ao fim de semana nos deixassem dormir até uma hora que não se aproximasse tanto da madrugada... Durante a semana é tão difícil acordar a mais velha para ir para a escola, mas ao fim de semana às sete da manhã parece ela que tomou uma injecção de adrenalina. São todos assim, dir-me-ão. Isso, desta vez, não me serve de grande consolo...

Este post também se podia chamar "Injustiças desta vida".