Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Parabéns, acabou de passar de nível

Meti um vestido curto e fui à retrosaria. Depois a uma grande superfície comercial. Andei de escadas rolantes. Entrei em lojas. Esperei em filas. Fui à casa-de-banho. Queria entrar numa sapataria, mas isso é uma espécie de fase 3 (a fase 1 foi a fase controlada e cronometrada, ir à praia e voltar, ir ao restaurante e voltar; a fase 2 é a fase descontrolada e espontânea, sem fim à vista, 4 horas numa grande superfície comercial com necessidade de comprar várias coisas em várias lojas em vários andares). Quando voltámos ao carro, percebi que não tinha visto ninguém a olhar para mim porque não olhei para ninguém para não ver ninguém a olhar para mim. Olhei para o chão, para o tecto, para as montras, para o telemóvel, para lado nenhum, para todo o lado, menos para os olhos das pessoas.

Quando lhe perguntei se tinha visto alguém a olhar para mim, respondeu-me Mas estás parva? "As pessoas estão na sua vida, nem reparam em ti", o que eu acho uma grande injustiça, porque fico estonteante de vestido preto curto. De qualquer modo, estou a pensar fazer uma tatuagem na perna, para me lembrar sempre de ter coragem. Mas ainda não sei bem que desenho poderá simbolizar a coragem da auto-aceitação. Chamar a atenção, por chamar, ao menos faço o meu statement (ele sugeriu um manguito, na brincadeira, eu penso mais num Fuck Society, fosse eu um bocadinho mais anarquista).

Mas isso será só na fase 5. Quando conseguir olhar de frente para os outros.

 

auto estima.jpg