Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Calendários do advento (um pouquinho atrasados)

Este ano, porque estamos de dieta (os 3 quilos ganhos nas férias ainda por cá bamboleiam), decidimos não comprar um calendário do advento daqueles com chocolatinhos belga (e eu que não sou muito dada a chocolate, salivo só de pensar...). Pensámos, sim, ou pensei, em fazer um, dotada como só eu, mas a cabeça racional cá da casa logo me chamou à razão: a miúda ainda não tem idade para perceber que só pode abrir uma janelinha por dia e como é que lhe vais explicar que no dia 25 se acabou a brincadeira? Seria, provavelmente, o fim do mundo (e não no dia 21 como para aí apregoam). Para evitar causar-lhe esse desgosto em tão tenra idade, resolvemos, então, adiar o projecto por mais um ano. Assim, e como perdi algum tempo a pesquisar diversos tutoriais, deixo já algumas sugestões para 2013, umas muito fáceis de fazer, outras nem por isso, mas daqui a um ano já estarei a fazer fatos de Halloween com um olho fechado e calendários do Advento às escuras!

Começamos pela rainha do DIY, como é óbvio.

Pequeno estendal de envelopes, com outras ideias giras aqui.

Com sugestões sobre o que pôr em cada caixinha.

Maneira engenhosa de aproveitar as caricas das minis...

Ou esta sugestão ecológica.

Era uma coisa assim ou assim que ia costurar este ano e já tinha andado a ver colecções de bonecos da Playmobil ou semelhantes com 24 peças para a miúda fazer a colecção.

Demasiado fofo.

Para quem fuma. Bem fácil de fazer.


Este é o meu preferido.
Mas, como dizem os americanos, nem num  milhão de anos...

Ou o mais provável será chegar ao dia 30 de Novembro e desenrascar uma coisa assim. Afinal de contas, o que conta é a intenção e o efeito surpresa...

...


Entretanto já me animei, apesar de saber que as pessoas para quem estou a preparar estes passarinhos (o que será? o que será?) cancelaram a sua presença na ceia de Natal. Já não vou fazer um brilharete. Arrisco-me a enviar a prenda por mãos alheias e a só poder imaginar o deslumbramento ao desembrulhar a obra de arte. Ou então fico eu com ela. A loja do Chinês está sempre aberta.


Natal "Fui eu que fiz"... ou ela...


De que lugar guardas tu as tuas melhores memórias?
É o que nos pergunta a Madalena na nova página do Facebook da sua nova casa itinerante The Road is Home. Odeio aqueles blogues que passam o tempo a fazer publicidade a outras marcas, mas na verdade não posso deixar de deixar esta sugestão para prendas de Natal de um projecto de uma amiga que fui vendo nascer no Facebook e que me toca no coração.
A ideia é oferecer um colar personalizado para que a pessoa que o receba possa usar aquele "lugar especial, ao peito, bem pertinho do coração".
Eu já fiz a minha encomenda. A vós, só me resta desejar-vos... boa viagem.






Este Natal "fui eu que fiz"

Uma das minhas resoluções de Ano Novo para 2012 (que sou pessoa para fazer resoluções de Ano Novo) foi aprender uma qualquer arte manual. A sugestão do Tiago foi aprender a costurar, pois ao menos teria mais utilidade do que forrar caixinhas com guardanapos. Foi o que fiz. Meti-me numa workshop da Rosa Pomar e saí de lá convencida e disposta a aprender de cor O Grande Livro da Costura.
Assim, faz todo o sentido que termine o ano com a resolução de, neste Natal, só oferecer prendas feitas por mim. A maior parte costuradas, claro, mas não só, pois não estou a ver o que raio posso costurar para oferecer ao meu pai, por exemplo. Para a minha sogra também vou ter de pensar numa outra coisa, pois nos anos já lhe ofereci uma capa em patchwork para o Kindle, tipo esta, mas não tão fixe. Na verdade, ao olhar para esta só me apetecer chorar...
Adiante.
Ideias não me faltam. O que me falta é tempo e engenho, mas ainda falta um mês e tenho fé que a coisa se comece a encaminhar.
Vou, então, passar a publicar aqui algumas ideias que estão ao acesso de todas as carteiras e faltas de jeito. E não há ninguém com mais falta de jeito do que eu, acreditem...

Entretanto, como sou uma pessoa altamente concentrada e dedicada a um só projecto, que nunca se dispersa, já comecei a fazer as decorações para a árvore de Natal em feltro. O alce ficou mais ou menos igual a este, mas tive logo de ouvir um "Falta um olho do outro lado".
Reparei também que me esqueci de coser a fita para prender à árvore...
Haja fé! Afinal de contas, o Papa acabou de me poupar trabalho ao retirar a vaca e o burro do presépio. Só pode ser um sinal de que vou conseguir ter tudo pronto a tempo. Amén.