Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Fim de relação

Querido Álcool,

Foste um querido amigo em muitas ocasiões. Ajudaste-me a perder a timidez e a divertir-me como nunca pensei que fosse possível. Graças a ti passei alguns dos momentos mais felizes da minha vida. Graças a ti, também, passei algumas das manhãs mais complicadas da minha vida. Por isso, e porque as manhãs complicadas se arrastam para tardes e noites e dias seguintes complicados, acho que devemos repensar a nossa relação.
O que nós temos um com o outro não é saudável. É dependente, viciante e venenoso. Faz-me mal ao fígado e ao coração. Aos rins e aos neurónios. Podia continuar a enumerar todos os males que advêm da nossa relação, mas acho que já percebeste onde quero chegar. Não vale a pena estar com mais rodeios. A nossa relação, tal como a conhecemos, chegou ao fim. A partir de agora, não me quero deitar mais contigo no corpo. És daqueles one night stands de que nos envergonhamos no dia seguinte. Acabaram-se as noites de loucura desenfreada, o dançar música indiana descalça como se não houvesse amanhã porque o amanhã existe e não é sorridente. Já vou no segundo dia pós-ressaca e ainda sou movida a Guronsan. Por isso, vamos lá a ver se nos entendemos: estás proibido, ouviste, proibido de me prometeres a melhor noite da minha vida. De promessas está o inferno cheio. Quero-te fora da minha vida já! E se não entendes o que quero dizer, lê isto. Antes de mim houve alguém que chegou à mesma conclusão: és um traste.
Vai chatear miúdos de 16 anos.

Atencionamente,
A Iluminada.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.