Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Bolas de Berlim... sem creme

Um blogue que não é de culinária (apesar de ter algumas receitas)

Ideias de prendas para um Natal menos consumista, mais criativo e personalizado - Parte 1

Como sabem, este Natal decidi só oferecer prendas feitas por mim. Já abri uma ou outra excepção, pois há pessoas cujos interesses não se enquandram no universo DIY ou com quem não tenho uma proximidade suficiente para descortinar o que podem gostar para além daquele livro sobre o Big Bang ou aquele CD com canções de Natal por gente estranha, mas, no geral, estou convencida de que vou conseguir fazer prendas para toda a gente.



Uma das prendas que já devia ter começado a fazer, porque vai correr mal à primeira de certeza, são os sabonetes artesanais, como por exemplo, os da Martha Stewart. Há imensas receitas na Internet e, a partir de uma base, é possível variar os aromas, cores e texturas, juntando, por exemplo, corantes alimentares, ervas secas, flocos de aveia, mel, etc.


Outra das fantásticas sugestões do site da Martha Stewart são bases para copos personalizadas, com mapas, fotos ou simplesmente papel de artesanato. Achei giríssimo e uma ótima prenda para os membros masculinos da família. Usei umas bases de cortiça e uma cola de artesanato própria para estas coisas e achei que estava a correr bem, até a cola ter secado e o papel ter começado a descolar dos lados... Voltei a aplicar mais cola, mas depois ficou com um ar pastoso e impróprio para oferecer. Fiquei ligeiramente irritada...
Adiante.



Uma outra sugestão que achei deliciosa, mas que só descobri tarde demais, é imortalizar receitas de família em aventais, panos da loiça, quadros, papel de parede, livros, postais, enfim, é só ter imaginação e encontrar as plataformas e os materiais certos. (Não valem receitas com caldos Knorr.)


Esta receita de sais de banho pareceu-me simples e prática, mas não conheço quem ainda tome banhos de imersão nem quero contribuir para tamanho desperdício. No entanto, é uma ideia... Dizem que o sal de Epsom se vende na farmácia?! Se alguém souber, agradeço a dica. Pode ser que a costura me corra irremediavelmente mal e tenha de recorrer ao plano F.

2 comentários

Comentar post